Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversa de Homens

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Arroz doce, para cativar

Arroz Doce do Guerrinha

 

Creio que todos somos transportados para a infância quando se fala de arroz doce. As nossas avós, as nossas mães, faziam e nós ficávamos deliciados. A facilidade de confeção e custo baixo da receita, porque rende bastante, e o sabor fantástico, tornam esta sobremesa, uma delícia desejada por quase todos. Sim, há quem não goste de arroz doce!

 

Já vi diversas receitas, com uma ou outra variante, mas esta que sigo é aquela que mais gosto por ser a que me foi passada pela minha mãe. De cada vez que o faço, uma viagem ao passado, aos tempos em que ajudava a minha mãe a preparar a receita.

Muito amor recordado que também ajuda à confeção desta delícia.

 

E todos os que provam ficam rendidos. O arroz fica cremoso e sentem-se os grãos de arroz. Pessoalmente gosto da versão mais sólida, com menos creme, mas há quem premeie o creme. A receita dá para as duas versões, basta juntar mais ou menos leite.

 

O tempo de confeção é de cerca de 40 minutos. Depois, enquanto espera que arrefeça (há quem goste de o comer quentinho, eu prefiro no dia seguinte), pode raspar o tacho enquanto recorda esse momento na infância.

Se tem filhos, mesmo os mais pequenos, a partir dos dois anos já podem participar, conte com a ajuda deles para enfeitar o arroz com a canela no final. Falo por experiência própria, é algo que vão recordar o resto da vida.

 

Fica aqui o vídeo da receita, produzido a convite do SAPO, e logo abaixo a descrição dos ingredientes que vai precisar.

 

 

 

  

Ingredientes:

  • 250 gr de Arroz Carolino lavado e escorrido
  • 350 gr de açucar
  • 1/2 litro de água
  • 2 litros de leite
  • 6 gemas de ovo
  • 2 paus de canela
  • 3 cascas de limão
  • 1 colher de chá de manteiga
  • Uma pitada de sal
  • Canela em pó Q.B. para enfeitar e dar mais sabor

 

Num tacho coloque a água e o arroz. Deixe cozer até a água secar por completo. Fique atento para não pegar o arroz ao fundo nesta fase.

Quando a água secar, junte os paus de canela, as cascas de limão, a manteiga e 1,7 L do leite. Deixe cozer durante 30 minutos. Vá mexendo regularmente para não deixar pegar. Mantenha a temperatura ou lume do fogão de forma a que o leite não saia por fora do tacho. Se o leite começar a subir com a fervura, baixe a temperatura.

Entretanto, se ainda não o fez, separe as seis gemas de ovo das claras e bata as gemas, misturando uma chávena de leite (pode usar a totalidade do leite restante, ficará mais cremoso, ou apenas a chávena de leite, ficará mais seco mas mantém-se cremoso).

Quando terminarem os 30 minutos, junte o açucar e mexa durante alguns segundos, até envolver todo o açucar. 

Finalmente, junte os ovos batidos com o leite, mexendo sempre. Assim que o tacho começar a borbulhar, pode retirar do lume.

Deite em travessas ou em taças, como desejar, e deixe arrefecer. Antes de servir, um pequeno estágio de pelo menos uma hora no frigorífico não faz mal. Mas será uma questão de gosto pessoal. Muitos não resistem ao tempo de espera!

Enfeite com a canela em pó, e está pronto para deliciar quem o comer.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.