Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversa de Homens

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Bom lançamento, Cristiano Ronaldo. Agora, venham os golos

Cristiano Ronaldo lança microfone ao lago

Portugal joga esta tarde uma partida decisiva frente à Hungria. Os olhos do mundo estão postos em Cristiano Ronaldo que, recorde-se, apesar da sua qualidade desportiva e valor em marketing, é um homem. Tem sentimentos e uma carga de responsabilidade que poucos seriam capazes de aguentar.

 

Por isso, quando se ouvem os velhos do Restelo a afiar as garras, prontos para atacar Cristiano Ronaldo e o acusarem de todos os males do mundo, convém lembrar que os deuses existem mas na mitologia.

 

Sempre foi assim e por mais que se fale e analise, nunca muda. Os portugueses ficam galvanizados por terem o melhor do mundo e assim que as coisas começam a correr menos bem, deixam de lado a bandeira e atacam ferozmente. Quem está do outro lado, do lado dos jogadores, da seleção, sofre com isto.

 

O apoio à seleção tem de ser incondicional, tal como num casamento. Estamos lá nos momentos bons, mas também temos de estar quando as coisas correm mal.

 

O lançamento de microfone, nova modalidade olímpica

Hoje, em dia decisivo, aquilo que as redes sociais realçam é o lançamento do microfone da CMTV ao lago pelas mãos de CR7. Um atitude condenável, sem dúvida. O melhor do mundo poderia ter lidado com esta "intrusão" de outra forma, evitando expor-se numa situação destas. Isto demonstra bem a pressão que está a sentir.

 

Mas, reparem, alguém pode definir aquele percurso como um passeio descontraído?

Não condeno, naquele caso, a atitude do jornalista da CMTV. Tentou fazer o seu trabalho e a pergunta nem foi ofensiva. Dizem os comentários que se trata de uma espécie de "irritação" de Cristiano Ronaldo com o canal de televisão que tem publicado notícias condenadas pelo jogador e que o levou mesmo a colocar uma ação em tribunal.

Fico curioso por saber se alguém vai tentar "pescar" aquele microfone. Afinal, uma peça daquelas, lançada por CR7, mesmo estragada pela água, pode valer dinheiro!

Mas nada justifica esta atitude para com um jornalista. Principalmente quando CR7 está rodeado de seguranças que poderiam ter impedido a aproximação.

 

Como jornalista, e depois de ter acompanhado a seleção em diversas competições, sei que há momentos em que entramos no modo automático e fazemos de tudo para conseguir captar a melhor imagem, uma só declaração. Tentamos furar, mas, no meu caso, faço os possíveis para respeitar também alguma privacidade daqueles que são o alvo das minhas reportagens.

 

Há regras, há um código, há todo um respeito que deveria ser mútuo. No entanto, é preciso referir, a FPF fecha muito a seleção, demasiado, e muitas vezes leva a que quem faz a cobertura dos eventos tente de tudo para conseguir o que quer que seja para fazer notícia. Afinal, há que justificar o investimento feito com o envio de jornalistas para acompanhar uma seleção durante um mês.

 

O jogo desta tarde

A pergunta do jornalista da CMTV: "está pronto para o jogo desta noite" teve como resposta uma lançamento de microfone para o lago. Agora, o que se espera de CR7, são lançamentos de bola com os pés para dentro da baliza húngara.

 

Portugal tem uma equipa com qualidade superior e erra quem considere que o jogo será Hungria vs Cristiano Ronaldo. O país vai parar esta tarde para assistir ao encontro. Se vencer, pode passar em primeiro lugar do grupo. Mas há ainda a questão da Islândia, o número de golos marcados. Ou seja, vamos estar a fazer contas até ao fim.

 

É o fado português. Se não sofremos, parece ter menos valor. Mas, tal como Camões definiu os Velhos do Restelo, tem de haver 11 milhões dentro da nau. Se afundar, vamos todos com ela. Abandonar o barco, assim que as coisas começam a correr mal, é para os ratos. Os heróis, aqueles que acreditam, lutam até ao fim.

 

Vão ser 90 minutos de sofrimentos. A hungria vai fazer tudo para contrariar o jogo português e as surpresas podem acontecer. Mas, tal como já se disse que Portugal esgotou os golos todos no último jogo de preparação, é preciso acreditar que o mesmo sucedeu com as bolas que acertaram nos postes.

 

No jogo desta tarde tudo pode acontecer. Acredito que pela qualidade da seleção das quinas, a vitória esteja assegurada. Mas é preciso uma equipa afinada, um selecionador que saiba fazer as substituições necessárias no momento certo e não apenas a 10 minutos do fim e, claro, melhor sorte e pontaria nos remates.

 

Fico curioso por saber se alguém vai tentar "pescar" aquele microfone. Afinal, uma peça daquelas, lançada por CR7, mesmo estragada pela água, pode valer dinheiro!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.