Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversa de Homens

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Dia do Pai? A melhor prenda

IMG_20170319_113534.jpg

Hoje, certamente, vão surgir dezenas, centenas de textos sobre o Dia do Pai. Muitos deles, sobre a melhor prenda para oferecer aos pais. Faz parte do contexto consumista em que vivemos. Não é errado, nem pretendo ser um moralista sobre o tema mas, para qualquer Pai, o melhor presente é aquele que as mulheres lhe ofereceram no dia do nascimento dos filhos.

 

Para mim, pelo menos, esse foi o melhor presente de sempre. Quando a minha mulher, me diz, "não tive tempo para te comprar um presente", nem sequer pestanejo ao fazer esta afirmação: "O melhor presente foi o que me deste há três anos!"

 

E isto leva-nos à conversa sobre os homens, as mulheres, as diferenças. Sem mães, não há pais, sem pais, não há mães, sem os dois, não há filhos. E, ser pai é mais do que aquele momento em que a semente é plantada. Ser pai (ou mãe) é para a vida.

Há três anos que todos os dias digo à minha filha "Amo-te", mais do que uma vez por dia.

Por isso, neste Dia do Pai, mais do que presentes, é importante estar presente. E não apenas neste dia, mas durante toda a vida.

 

Celebrar o dia do Pai, que para a minha filha tem a sorte de também poder celebrar com o avô (o único que conheceu), envolve mais sentimentos do que coisas materiais. Mais do que lembrar os pais neste dia é preciso estar com eles o máximo de tempo possível.

 

E dizer-lhes o quanto os amamos. Há três anos que todos os dias digo à minha filha, "Amo-te", mais do que uma vez por dia. E, agora que ela já fala, é fantástico quando ela chega ao meu ouvido para me dizer um segredo: "Sabes de uma coisa? Amo-te".

 

Não tenho a certeza que ela saiba bem o que a palavra quer dizer, ou se calhar sabe. Mas tenho a certeza que para ela é algo bom. E, quando me dá estes presentes, não há nada que se possa desejar mais.

 

Claro, todos gostamos de receber presentes. Não sou excepção. Mas gosto especialmente dos presentes que ela me oferece com o coração.

 

Este ano, o primeiro em que está na escola, traz um trabalho que nunca vou esquecer. Nem tanto pelo conjunto mas pelo que está lá escrito.

 

Sim, foi a professora que escreveu, mas lendo aquelas palavras, sei que é o que ela me costuma dizer e que disse à professora para escrever.

 

Isto, sim, é amor de filha!

 

Dedico a todos os pais que não estão com os filhos porque não podem.

 

Aos que não estão porque não querem, tenho dito noutras conversas.

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.