Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversa de Homens

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Gambas picantes, perfumadas com vinho branco

 

gambas-picantes.jpg

 

Quem gosta de petiscos, e de marisco, costuma comer esta delícia. Gambas ao alhinho, na versão portuguesa. Se quiseremos resumir, trata-se de gambas fritas com alho, uma mistura vencedora. O picante é um must a considerar na dose que se entender, e aguentar!

Para os homens que se enquadram no espírito deste blogue, e planeiam um jantar a dois, no dia dos namorados, esta entrada pode ser uma sugestão rumo à conquista da noite. E aqui, a malagueta tem um papel central.

 

Em todos os lados que provei, e acreditem, já provei em muitos sítios, em várias latitudes, é sempre possível fazer algo diferente. Depende dos ingredientes, quantidades e tempo de cozedura. No final, todos têm concordado, o mais interessante deste petisco é o molho onde ensopamos o pão.

 

Claro, o bicharoco também tem os seus encantos e parte do sabor vem da sua essência. Mas uma grande dose do prazer deste prato é a partilha, o ritual de molhar o pão, o chuchar dos dedos, o brinde com um copo de bom vinho branco, um beijo picante!

 

É uma receita bastante simples de fazer e fica pronta em cerca de 15 minutos (já contando com a preparação). E pode sempre ganhar mais uns pontos ao ter a sua companhia na cozinha, como espetadora. (Mulheres que estejam a ler este texto, está dirigido ao homem, mas também a podem colocar em prática).

 

Costumo usar gambas congeladas, sem casca, mas a famosa gamba tigre também resulta bem. Uma nota, aquelas grandes, quase do tamanho de lagostas, ficam melhor grelhadinhas. Será outra receita.

 

Voltando à versão congelada, sem casca, regra geral falamos de camarão e não propriamente de gamba. 

Convém ter em conta que, na maior parte das vezes, depois de cozinhadas, as gambas reduzem até um terço do tamanho, devido à quantidade abusiva de água que é colocada no processo de congelação. Isto já aconteceu? De certeza, porque compraram aquela marca muito mais barata... Nestes casos, pagamos o peso da água congelada em vez de gambas.

 

Mas há marcas que costumam ser certinhas e o camarão fica com tamanho razoável depois de cozinhado. Até já tive surpresas agradáveis com as marcas de alguns supermercados.

 

Chega de conversa e vamos à receita, neste caso do vídeo, produzido no âmbito do porjeto #sapoamesa, optei por gambas com casca de tamanho médio.

 

Ingredientes

250 GR de Gambas

5 dentes de alho

Alho em pó

Sal Q.B.

Azeite

1 ou 2 Malaguetas

Pimenta Q.B.

1 copo de vinho branco

1 mini

 

Preparação

Um produto congelado tem tendência a ficar mais rijo se colocado diretamente na frigideira, além de fazer muitos salpicos quando colocado no azeite a ferver. Por isso, apesar de numa situação de pressa poder ir direto para o lume, aconselho a deixar descongelar.

Deixar escorrer numa rede, a quantidade de salpicos no azeite a ferver será proporcional à quantidade de água. 

Colocar a frigideira ao lume até aquecer. Colocar o azeite, apenas quando a frigideira estiver quente. Distribuir os alhos cortados. Mexer um pouco e adicionar as malaguetas. Logo de seguida, entram as gambas escorridas. Temperar com sal. Vá mexendo até as gambas ganharem aquela cor apetecível. Cerca de 2/3 minutos.

 

Salpicar com um pouco de alho em pó, depende do gosto de cada um, mas não em demasia. Mexer!

 

Nesta fase, e antes de juntar o copo de vinho, adicionar um pouco de pimenta moída. Costumo usar em grão e moo diretamente para a frigideira. Envolver, e de seguida o copo de vinho. Deixar apurar durante uns segundos.

 

O molho deve começar a ficar mais espesso mas em quantidade (sem molho, não há diversão).

 

Agora entra a primeira mini. Mexer e deixar apurar. O molho começa a reduzir e a segunda mini deve estar já preparada e desejosa de entrar na festa. Despejar 3 quartos da mini. O resto, beba!

 

Mais uns segundos, para reduzir o álcool, e está pronto para servir. 

 

Sugestão: pode polvilhar com um pouco de óregãos ou coentros.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.