Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversa de Homens

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Hoje, é dia da Super Lua. Amanhã também!

superlua.jpg

 De acordo com os especialistas, só há 68 anos a Lua esteve tão perto da Terra, permitindo observá-la com uma dimensão acima do normal. Na verdade, a Lua não cresce, trata-se de ilusão óptica proporcionada pela curvatura da Terra. É por esta razão que quando se tenta fotografar a Lua, ela parece sempre pequena na fotografia.

 

O truque, é usar uma teleobjetiva e colocar no enquadramento um objeto terreno que permita fazer a comparação. Depois, claro, há sempre a técnica fotográfica, onde o uso do tripé é obrigatório, para garantir a estabilidade necessária.

 

Quando se fotografa com uma teleobjetiva é preciso ter o máximo de cuidado para evitar qualquer movimento. O melhor será usar um comando de disparo, mas há que ter ainda em conta a velocidade do vento. Se ele soprar, como hoje sucedeu, ou consegue um local abrigado ou arrisca sempre algum movimento, que resulta em fotografias menos nítidas.

 

O primeiro conselho é chegar cedo para ter tempo de preparar o enquadramento e montar o material. Porque quando a Lua chega, é um instante até chegar a um ponto que perde a sua dimensão fora de normal.

 

Experimente fotografar com uma abertura mínima de f/11 e com um ISO relativamente baixo. Quanto ao foco, certifique-se que todos os pontos de focagem incidem na Lua. Não fique desiludido, só daqui a 18 anos haverá nova Lua com esta dimensão no entanto, não precisa de esperar tanto para conseguir uma boa foto do satélite.

 

Se hoje perdeu a oportunidade, amanhã (dia 15 de novembro) ainda irá conseguir fotografar, se as nuvens se mantiverem fora de cena. Por isso, olhos a nordeste, de onde vai nascer a Lua amanhã, perto das 18h39 (mais 40 minutos do que ontem), e procure um local desimpedido mas que tenha no horizonte um elemento de comparação. Pode sempre recorrer a uma pessoa para a manter em contraste.

 

Já agora, convém esclarecer que terá sempre outras oportunidades para fotografar a lua cheia. Em dezembro, não estará tão próxima da Terra, estará a uns longíquos 4 km a mais do que agora mas será certamente, se as nuvens o permitirem, um grande momento para a fotografar.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.