Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversa de Homens

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

O esforço desnecessário

nomato.jpg

 

A conversa de hoje pode ser aquilo a que se costuma chamar, conversa de trampa. Mas útil. Faz parte do nosso dia a dia, ou devia fazer. Quem não faz, mais tarde ou mais cedo, terá problemas.

 

Defecar, termo científico, ou mais aceitável, uma linguagem menos "agressiva", é algo que devemos fazer corretamente mas, na maior parte das vezes, não o fazemos.

 

Antigamente, havia nos wcs uma sanita que não tinha onde sentar. Fazia-se o serviço agachado, imaginem que têm de o fazer na natureza, numa caminhada longa pelo campo. Se a vontade aparecer, não há nada como fazer (há regras básicas a cumprir, ok?). Depois dizemos que nada como uma caminhada pelo campo para ajudar o intestino. Verdade, caminhar faz bem, mas a posição também tem um contributo importante.

A posição sentada promove o estrangulamento do intestino e impede a saída das fezes.

Fazer sentado, naquilo que se conhece como trono, acabou por dominar o mercado e em todas as casas de banho, em casa, ou locais públicos, a sanita para sentar é inevitável. Mas, como se aceita isto se depois temos, óbvio, nojo e evitamos sentar nas sanitas públicas? É o poder da indústria.

 

No Japão, a sanita livre de assento ainda é bastante utilizada e tem deixado algumas pessoas sem saber o que fazer. Há quem se pense que tem de tirar as calças para poder fazer o seu xixi, que não saiba para que lado deve ficar virado(a), enfim. Pessoas que nunca acamparam e que no Japão tornaram uma simples ida ao wc numa aventura.

 

Estas sanitas mais modernas levam a que o corpo fique numa posição incorreta promovendo a dificuldade na eliminação dos nossos resíduos. Além disso, o esforço acrescido e a necessidade de mais tempo sentado na sanita (que aumenta quando se leva o smartphone para entreter), provoca lesões graves no ânus. Já ouviu falar das famosas hemorróidas? Dizem os especialistas médicos que tendem a surgir graças aos fatores enumerados anteriormente.

 

Uma má eliminação das fezes, além dos problemas digestivos associados, pode promover ainda o aparecimento do cancro do intestino. Por isso, vale a pena alertar para a necessidade de adoptar uma boa posição na hora H. Mesmo que o tom da escrita seja menos sério, o problema é grave!

 

Foi isso mesmo que uma empresa decidiu fazer para promover um apetrecho que ajuda a melhorar a posição na sanita. O negócio é mau, pois, como diriam os tubarões, é facilmente copiável, mas sempre serve para alertar para este problema.

 

Pense assim: se a natureza nos fez de determinada forma, talvez seja porque essa é a forma correta de fazer as coisas. Não vale a pena partir a sanita lá em casa mas encontre a melhor posição para o fazer. Um pequeno banco, que permita elevar os pés, pode fazer toda a diferença! Vale a pena experimentar.

 

Fica o vídeo com o anúncio onde a estrela é um unicórnio que defeca gelado...enfim!

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.