Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversa de Homens

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Quando o homem recusa fazer sexo com a companheira

Quando o homem não quer fazer sexo

 

Por norma, um homem nunca tem falta de apetite sexual e está sempre pronto para a prática de relações. Nada mais errado de se pensar e ainda mais difícil de concretizar.

 

Recordo o que escrevi na conversa Quando são elas que acordam a meio da noite com desejo: "Um homem está sempre pronto", dita a regra. Não é bem assim. Também temos de estar dispostos e há momentos em que precisamos de mais tempo para levantar voo (basta um dia mais complicado). E elas, como se sabe, nestas alturas, quando são elas a ter a inciativa, não gostam de esperar muito.

 

Este é mais um daqueles clichés que leva as mulheres a pensarem logo que o homem, se recusa sexo, tem uma amante. Não será sempre assim!

 

Os homens vivem no medo da impotência, de não conseguir acompanhar um momento mais ardente porque, ao contrário das mulheres (que com mais ou menos vontade, com mais ou menos lubrificação, conseguem cumprir) os homens precisam de alcançar, e manter, uma erecção.

O stress, um problema clínico ou até a simples falta de vontade (sim, os homens também podem não estar para aí voltados) são algumas das razões que podem provocar momentos de embaraço.

 

Deixo apenas o conselho para aqueles que sofrem disto por questões clínicas, consultem o médico e exponham o caso, sem problemas!

 

Estou a voltar a este tema para falar de outro tabu. Quando os homens, simplesmente, recusam praticar sexo com as companheiras. É tabu porque os homens dificilmente o admitem, porque os homens perderam o apetite pela mulher que têm ao seu lado e elas, sabendo, ou suspeitando disso, sentem vergonha de o admitir. O diálogo é quase impossível, por isso, sofrem sozinhas e deixam-se entrar numa roda de decadência.

 

Além disso, convém referir, a conversa também pode ser aplicada à recusa das mulheres em fazer sexo. Mas hoje, a falamos sobre os homens.

 

Alto, dirão algumas, eu, se não tenho em casa, procuro fora! Está longe da minha capacidade conseguir perceber na totalidade uma mulher que seja, quanto mais estar a par daquilo que cada uma faz!

 

No entanto, perante dois ou três casos conhecidos, e numa pesquisa rápida no Google, dá para perceber pelos comentários de algumas mulheres que quando o homem toma determinadas atitudes, recusando satisfazer a sua companheira, e se não está a sofrer nenhum caso clínico de impotência, é porque satisfaz as suas necessidades fora de casa e/ou já não tem qualquer apetite pela companheira.

Quando o homem perde o apetite sexual pela companheira, e não tem nenhum problema clínico, talvez seja o momento de conversar sobre a relação... o mesmo se aplica quando são as mulheres a recusar sexo!

Chegamos a esta altura da conversa e haverá já muitas cabeças a pensar nas situações das mulheres que envelheceram, engordaram, deixando os anos passar por elas de forma bruta. Sim, apesar do corpo descuidado ser, provavelmente, o catalizador para a maioria das situações, fiquem a saber que há mulheres que assentam naquilo que se definiu socialmente como elegância e sinal de beleza, mulheres que fazem voltar os olhares quando passam na rua, que sofrem do mesmo problema ao serem recusadas (ou traídas) pelos companheiros.

 

A falta de química será a justificação para esta ausência de apetites. Por muito que custe, quando isto sucede, e se o casal não consegue ultrapassar o problema (seja com recurso a fantasias ou após um acompanhamento profissional) pouco haverá a fazer.

 

Regra geral, as mulheres caem na insegurança de se sentirem feias, gordas, velhas, e fico por aqui nas descrições que já ouvi pela vida fora. Sim, porque este tema, ao contrário do que possam estar a pensar, atinge casais muito novos e não se limita aos que estão juntos há muitos anos!

 

Em parte, aquilo que escrevi há uns meses, e que muitos interpretaram como algo machista, "porque as mulheres não deviam estar em forma para agradar aos homens", não era mais do que um incentivo aos homens para ajudarem as companheiras a manter-se belas, em forma, saudáveis!

 

E, claro, é preciso relembrar que o conceito de beleza é algo muito próprio. A gordura em excesso deve evitar-se, logo de princípio, por questões de saúde. No entanto, há homens que gostam de mulheres mais "cheinhas"; os que apenas concebem ter uma relação com mulheres extremamente magras; com mamas pequenas; com mamas "grandes"; com rabo ao estilo Kardashian; sem rabo... enfim, haverá gostos para tudo!

 

O que cada um deve ter em conta é que ao longo da vida o corpo muda, tanto nas mulheres como nos homens, mas que são elas a sofrer mais, principalmente por causa da gravidez. E, por isso, é muito importante o homem participar nestes momentos, ajudar a mulher a manter-se em forma, incentivar!

 

Voltando ao tema que levou a escrever este texto, quando se passam meses sem que o homem satisfaça os desejos da mulher, talvez seja o momento de uma conversa mais séria. Se o diálogo for suficiente para ultrapassarem juntos a situação, fantástico. Se a conclusão é que o homem não se sente bem com a mulher que tem, saia de cena e abra espaço para que ela seja feliz. Não há uma forma delicada de dizer isto. (O conselho também vale para as mulheres).

 

Recentemente uma leitora questionou-me sobre este tema. Não tenho uma solução, apenas conselho enquanto homem que também já passou por situações semelhantes. Sim, há muito tempo, em miúdo. Quando chega o momento em que não temos vontade de estar com a namorada, está na hora de partir para outra e dar uma oportunidade à mulher de ser feliz.

 

Não sei se será um segredo assim tão grande mas o que sucede, muitas vezes, é que não tendo o homem uma substituta, lá no fundo sabe que a mulher vai conseguir mais rapidamente uma alternativa feliz. E isso é algo que para um homem é inconcebível! Notem, estou a constatar um facto, não a defender a atitude que, apesar de ser em menor escala, também ataca as mulheres.

 

Por isso, quando as coisas estão frias, e não há forma de aquecer, as mulheres devem evitar fechar-se no problema, achando que estão feias, gordas e velhas. Devem cuidar-se, mas acima de tudo, perceber se a relação tem futuro ou se é chegado o momento de a terminar.

 

Para quem ler isto, e se encaixar no lugar de quem recusa relações com o parceiro, saibam que o outro está a sofrer. Por isso, deixem de fugir ao tema e conversem abertamente sobre ele. Creio que vale a pena reforçar que a impotência pode revelar-se de muitas formas, sem o homem saber que está a passar por isto!

 

Uma relação não vive apenas de sexo, mas quando um dos elementos sente que está a ser recusado, talvez seja o momento de conversarem sobre "o tema"!

O cliché típico, conhecido a nível mundial, para descrever as desculpas das mulheres será a famosa dor de cabeça. Mas os homens, além da "desculpa" do cansaço, têm outras formas para evitar a relação sexual: ficar no sofá a ver televisão até a companheira estar a dormir; passar o tempo a jogar consola ou telemóvel; e deixo para os comentários outras desculpas que tenham sido apresentadas. Porque a partilha ajudará muitas mulheres a perceber que o problema não será delas, mas, descartado o problema clínico, de uma relação sem futuro!

 

Em todo o lado, quando se fala deste tema, ouvem-se depoimentos de mulheres a dizer que já "fizeram de tudo" para incentivar os parceiros: lingerie, posições, brinquedos! Acho que as relações devem ser "animadas" mas não defendo que as mulheres tenham de "fazer de tudo" para conseguir ter uma relação sexual com o companheiro. Se chegaram a este ponto, e voltando aos clichés, analizem, por exemplo, se andaram a queixar-se de "dores de cabeça" durante demasiado tempo e não terá sido isso a causar o desinteresse do parceiro.

 

No entanto, não se deixem cair no ridículo, evitem colocar-se em situações que contribuem para a quebra da auto-estima pois, uma vez lá, será mais difícil recuperar.

 

Todas as relações têm momentos bons e outros menos bons. E, acima de tudo, vale sempre a pena lutar pelo amor, mas apenas quando é correspondido. Forçar o contrário servirá apenas para uma relação de conflitos, tristeza constante e uma frustração sem limites.

 

Com já referi ao longo do texto, este é um problema que também pode ser visto pelo lado masculino. Mas qual o homem que admite os seus sentimentos quando é "recusado"? Voltaremos ao tema...

 

Acho que vale a pena terminar com uma nota de esperança, recordando os casais que envelheceram juntos e continuam apaixonados e a gostar de todas as rugas que cada um conquistou ao longo dos anos!

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 30.11.2018 12:35

    Olá sou casada a 6 meses .E meu marido faz as mesmas coisas que o seu, ´´a eu quero ir embora do pais`` ,´´quero abrir um negocio por isso não tenho cabeça pra sexo``. Creio que seja as mesmas desculpas mas eu o meu e carinhoso,gentil e faz tudo que eu peço, o problema e que ele não quer transa fala que sexo tem que ser 2 vezes na semana como se fosse uma regra nossa to agoniada com isso. Me questiono se meu marido tem algum trastorno piscologico pois creio não ser normal essas atitudes dele.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 07.12.2018 22:41

    A todas mulleres que estao pasando por priblemas parecido eu tbm esrou pasando, ele dis me amar mas nao tem vontade eu siempre espero 10 dias e nada ai procuro sou negada ou parte direto ao asunto 1 minuto apenas dura ele nao gosta mesmo de vagina. Me fue de viaje ano pasado e pus uma escuta wm noso cuarto por 3 dias ali tive grandes rwvelacoes descobri que nas minhas viaje vinha as 12:20 da noite um homem en nosa casa, e ele tinha muito desejo fazia de 30 minutos chupando um ao otro falando coisas se empougando ate chorando de prazer e preguntando se estava tudo dentro cuando o otro respondia que sim ele anforico meio rindo e chorando dizia aiii que gostoso como eu gosto telo tudo dentro fodeme ootro so escutava susurros dizia vc gosta do meu pau todo dentro . E ele emplorando por nao parar e seguir, eu ainda estou com ele, ele tem a cara de pau de negar fala que uma gravacao de vos nao confirma nada e que ele estava sozinho falando ali, imagina eu o conheco a 7 anos que estou com ele e so nos 6 primeiros meses ele queria toda hora eso ate me encomodava eu nao queria tanto era dimas depois diminuiu 1 vez por semana dwpois uma por mes e nem assim queria ja fazer e fazia sem contade obrigado cuase nao tinha erecao mas xom o macho dele as 3 noites que escutei ele estava vicioso e faziam as 12:30 ate 1;15 dormiam porque ali roncavam e as 5 damanha meu marido acordava ancioso e comesava a brincar com o negoso do otro na boca e falar hummm que gostoso ese pirulito e os barulinhos e falava chupas chupes hummm que gostoso e mas 22 minutos faziam ai dormiam de novo e as 7:30 ate 8:25 de novo iso foi sabado domingo e segunda e ao final do audio ele dizia envoutar na tersa e ter toda noite com ele denovo e mwu marido respondia ai xomo eu gosto toda noite me deixando leite dentro
    Suspiro meu de dor vc nao pode imaginar estou des dese dia com problemas pisicologicos e ele dis que edtou louca que eu enventei tudo iso, ai arrumei uma jornalista para me desifrar os conteudo das xonversas ja que o susurros escutavam pouco ai ela me deixou mas frustrada da poca vergonha que era troca troca e muitas coisas nogenta ocorria ali tanto verbal como lingua no lugar mas sujo queria muito arrumar alquem pra me ajudar a levantar o audio e wu por pra ele escutar porque ele fala que nao escuta nada e que eu ro louca e que eu wnvenro iso e que ele gosta d3cmulher mas eu levei ele no medico e o medico falou que ele nao me desejar é coisa pisicologica dele porque problems ele nao tem e eu nao sei o que fazer ja tentei separarme dele e sair com otro nao consigo so estou bem perto dele mas xuando necesito sexo fico frustrada wle nao me deseja tenho esperanza que ele mude porque o amo ja comorei tudo que imagina ate para prostata ele nem quer falar do asunto e me corta dis nao gosto diso e me corta eu falei vx sabe que sim e me deixa fazer e te dar prazer igual ele te dava ai ele fala ru esta reinventando eu nuca fiz xom homens ele segue mentindo e dis me amar e fala que nao tem vontade por tanta preocupación com trabalho eu nao sei o que fazer porque nao quero separar dele e sei tbm que nesecito sexo e nao quero otro mas sei que preciso de um amante pois ainda estou jovem e muito viva me doi na alma em saber que ainda se deita com ese homen por ai e com prazer e comigo so me tem para companhia como família e ele nao quer se separar e é egoista nem me dividir com alguien eu falei teremos entao relacionamento aberto e seguimos juntos ja que nao podemos esta separados temos uma grande ligacao estou so aqui ele tbm nao tem família, quem estiver lendo nao me critiqué so pega como aprendizaje minha historia que eu gostaria ate de fazer com ela um filme aqui na europa
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.