Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversa de Homens

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Solidariedade reúne mais de cinco mil euros para Bombeiros

solidaria.jpg

Hoje, mais uma vez, a conversa surge em tom de notícia solidária. Porque se trata também da união de uma classe profissional em torno de uma causa que tem por objetivo ajudar os bombeiros. E porque esta é também uma conversa de homens e mulheres. A causa justifica também a ausência nos últimos dias...

 

O evento Uma Imagem Solidária reuniu 5.286 euros que serão entregues diretamente aos Bombeiros Voluntários de Castanheira de Pera. Esta ação de solidariedade, que teve como impulsionador o fotojornalista da Lusa, António Cotrim, juntou 201 profissionais de fotografia.

 

Cada um doou uma foto, respondendo ao apelo "o melhor de cada um de nós para os melhores de todos nós (os bombeiros)" que esteve exposta na Fundação Portuguesa das Comunicações, em Lisboa, entre 19 e 22 de julho de 2017.

 

O conjunto de fotos, montadas numa instalação da autoria do arquitecto Rui Órfão, que a baptizou de "Floresta de Imagens", foi alvo dos olhares atentos de todos os que quiseram contribuir para esta causa com um donativo mínimo de 20 euros em troca de uma das fotos, à escolha.

Os prejuízos diretos dos incêndios ascendem a 193,3 milhões de euros, estimando-se em 303,5 milhões o investimento em medidas de prevenção e relançamento da economia.

No dia da inauguração, onde marcaram presença cerca de 400 pessoas, foram colhidas desta "floresta" cerca três quartos das fotos. No segundo dia, as restantes imagens acabaram por ser "cortadas" da floresta e, perante o sucesso da inciativa, a Fundação decidiu manter as restantes ainda durante o dia de sexta e sábado tendo a floresta ficado vazia.

 

Os 5.286 euros reunidos serão entregues em mão nos próximos dias pelos organizadores da iniciativa aos Bombeiros de Castanheira de Pera. A escolha desta corporação teve por base a perda da vida de um dos seus bombeiros, Gonçalo Correia, a 19 de junho de 2017.

 

A inauguração, que contou com a presença do Comandante dos Bombeiros Voluntários de Castanheira de Pera, José Domingues, realizou-se um mês após a morte deste bombeiro. "Vim agora de Santa Maria, onde estão dois homens da corporação (pai e filho), a recuperar dos ferimentos graves que sofreram também neste incêndio", afirmou José Domingues.

IMG_20170720_013649.jpg

José Domingues, comandante dos Bombeiros Voluntários de Castanheira de Pera

Recorde-se que em junho ocorreram dois grandes incêndios em Pedrógão Grande e Góis, tendo o primeiro provocado 64 mortos e mais de 200 feridos. Números que estão, no entanto, a aumentar devido a falhas na contabilização por parte das entidades oficiais e governamentais.

 

Estes fogos terão afetado aproximadamente 500 habitações, 169 de primeira habitação, 205 de segunda e 117 já devolutas. Quase 50 empresas foram também afetadas, assim como os empregos de 372 pessoas.

 

Os prejuízos diretos dos incêndios ascendem a 193,3 milhões de euros, estimando-se em 303,5 milhões o investimento em medidas de prevenção e relançamento da economia.

 

Mais de dois mil operacionais estiveram envolvidos no combate às chamas que consumiram 53 mil hectares de floresta, o equivalente a cerca de 75 mil campos de futebol.

 

Além da presença na inauguração do presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, o evento contou com a visita, a título pessoal, do ministro do Ambiente e, no segundo dia, da líder parlamentar do CDS e candidata à autarquia da capital, Assunção Cristas, e do recém eleito líder Parlamentar do PSD, Hugo Soares.

 

IMG_20170720_120722.jpg

Hugo Soares, líder parlamentar do PSD, e António Cotrim, fotojornalista da Lusa.

IMG_20170720_125246.jpg

Paulo Guerrinha, jornalista, Teresa Salema, adminsitração da Fundação Portuguesa das Comunicações, Assunção Cristas, líder do CDS, e António Cotrim, fotojornalista da Lusa.

A líder do CDS explicou ainda a razão da escolha desta foto. Tem tudo a ver com uma memória de criança.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.