Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversa de Homens

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Existe um novo paradigma de masculinidade. O Homem Deixou de ser um parvalhão, passou a ser uma pessoa!

Um livro, é um livro...

Um livro, é um livro...

Muito se escreveu, disse, comentou, sobre a atribuição do Prémio Nobel a Bob Dylan. Sinceramente, não tenho muito mais a dizer sobre o tema, a não ser que há muitos anos, perante a estranheza de algumas entregas, deixei de dar relevância a este galardão.

 

Para a maioria, Dylan nunca foi considerado um escritor de livros. Talvez seja essa a razão do choque. Mas a escrita, a literatura, não se resume a livros de massas (ou arroz, já agora). A poesia faz parte da escrita e como tal, pode e deve ser considerada para concorrer nesta categoria.

Todos gostariam de fazer parte da história, passar as páginas, uma a uma, lambendo ou não os dedos.

Podemos gostar, ou não. Como disse antes, não irei fazer esse juízo pois desconheço a escrita, além daquela que compõem a música de Dylan. E dessa gosto!

 

Todos gostamos de prémios, essa recompensa faz parte da nossa satisfação, seja um Nobel ou outro prémio. Mas escrevo apenas para realçar o facto de um livro, ser um livro. Podemos gostar mais ou menos de ficção, de policiais, de livros com supostas histórias reais e polémicas. Não deixa de ser um livro. Os que defendem que um livro deveria ser queimado, deviam olhar para a história recente. Não gostam, não leiam.

 

A imagem que coloco neste texto chegou através do Facebook. Desconheço o autor, e invejo-o. Consegue transmitir numa simples imagem, uma panóplia de emoções às quais ninguém fica indiferente. Uma imagem vale pro mil palavras. Neste caso, conta toda uma história que nos passa pelo pensamento de forma imediata.

 

O folhear de um livro ganha outra dimensão e ninguém quer saber o que está escrito naquelas páginas. Ou, dito de outra forma, todos gostariam de fazer parte da história, passar as páginas, uma a uma, lambendo ou não os dedos. E iriam absorvê-la sem sequer pensar.

 

Aquilo que, desde sempre, ao longo da História, marcou o futuro e faz recordar o passado, é a memória escrita e visual. E esta é uma imagem que dificilmente irá sair da memória de quem a vê.

 

Quem conhecer o autor, faça o favor de divulgar nos comentários. Eu próprio irei tentar descobrir mais!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.